UNITA - ANGOLA
O Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior deslocou-se esta segunda-feira, 21 de Junho de 2021, à província de Benguela, para estar presente nas cerimônias de homenagem às vítimas mortais de acidente de viação, ocorrido dia 17 do mês em curso, causando morte a seis pessoas e vários feridos, entre membros do Partido e da liga da Mulher Angolana.
02/05/2024
O mundo celebra neste 1 de Maio, o Dia Internacional do Trabalhador, inspirado na revolta de Chicago há mais de um século quando trabalhadores americanos reivindicaram o horário e melhores condições de trabalho.

Por ocasião da data, o Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA exprime a sua solidariedade com todos os trabalhadores do Mundo, em particular os angolanos que dão o melhor de si para o desenvolvimento do país e o sustento das suas famílias.

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA reitera a sua solidariedade com a greve interpolada convocada pelas Centrais Sindicais, que reivindicam com razão uma atualização dos salários face à perda considerável do poder de compra dos mesmos e a situação económica catastrófica que os angolanos vivem.

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA insta o Executivo a tomar medidas consistentes e eficazes para a solução dos problemas que afectam os trabalhadores angolanos, as empresas e as famílias, hoje cada vez mais empobrecidos. As percentagens dos subsídios incrementados de maneira intempestiva não resolvem a baixa do poder de compra causada pela inflação e desvalorização da moeda, bem como a resistência em diversificar efectivamente a economia.

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA reitera o seu compromisso de continuar a defender os direitos das classes profissionais e dos trabalhadores angolanos em geral.

Luanda, 30 de Abril de 2024.

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA
Em destaque
29/04/2024
08/04/2024
Sob orientação de Sua Excelência Presidente da UNITA, Eng.º Adalberto Costa Júnior, teve lugar, no dia 24 de Abril de 2024, no Complexo Sovsmo, em Luanda, a VIII Reunião Ordinária do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA.
O Povo angolano celebra neste dia 4 de Abril de 2024, o 22º aniversário da assinatura, em Luanda, o Memorando de Entendimento Complementar do Luena. O dia 4 de Abril figura na História de Angola, como o dia da Paz e Reconciliação Nacional, no culminar de um longo processo que teve como base os Acordos de Alvor, em Janeiro de 1975, de Bicesse, em 1991 e de Lusaka, em 1994.
O Hospital Josina Machel mas conhecido por (ex-Maria Pia), registou nesta quarta-feira, 17 de Abril de 2024, mais de trinta mortes, para além das mortes dos dias 15, 16 do corrente mês.
As centrais sindicais convidaram esta quarta-feira, 17, a imprensa, para possível convocação da segunda fase da greve geral, segundo uma nota chegada esta manhã à redacção da Rádio Correio da Kianda.
Um estudo divulgado esta terça-feira, 16, em Luanda, revela que a falta de vontade política está entre os principais constrangimentos à implementação das autarquias locais em Angola.
O Serviço de Investigação Criminal (SIC) confirmou, nesta quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, a detenção do cidadão angolano Gerson Eugénio Quintas, mais conhecido por “Man Gena”, acusado de crimes de roubo qualificado, abuso de confiança e ultraje ao Estado.
O Serviço de Investigação Criminal – SIC, explicou nesta quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024, em conferência de imprensa em Luanda, que o ex-traficante de drogas, Gelson Manuel Quintas, já foi entregue ao ministério público o interrogatório, na sequência das acusações que pesam sobre si, contra os governantes angolanos.
Em pleno mês da paz e no exercício democrático, assiste-se pelo país, à intolerância política desenfreada, de um lado, com atitudes de falta de civismo da parte de quem governa, manifesta na falta de vergonha de governadores provinciais negarem ou esquivarem-se dos cumprimentos de cortesia aos deputados do Grupo Parlamentar da UNITA, com o cúmulo da ausência da cultura democrática e da consciência de convivência na diferença, à que estamos todos condenados a vivermos como irmãos e como estado plural!
Eco do Partido
Campo do militante
O Deputado da UNITA, Carlos Xavier, pelo circulo provincial de Malanje, sofreu atentado a mão armada pela tarde desta segunda-feira, 13 de Maio de 2024, por volta das 14h20 minutos, quando o deputado saia do maior mercado informal da província, que tinha sido abordado por dois homens que se faziam transportar de uma mota.
Antonieta Kulanda, apresentou a sua posição recentemente num encontro promovido pelo Secretariado-Geral da UNITA, realizado no Hotel Skyna, em Luanda, que contou com quatro prelectoras entre as quais a ex-Secretária-Geral Adjunta da JURA, Arine Nhany, onde abordou-se o tema: “A UNITA e os Desafios da Consolidação da Democracia e do Desenvolvimento Sustentável”.
Intolerância
Palavra do Presidente
O presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior, expressou profunda gratidão e admiração pelo dia da Mãe, neste domingo 12 de Maio de 2024.

Segundo divulgou na sua página oficial do facebook, em que escreveu “Neste Dia das Mães, especialmente para os Cristãos das Igrejas Evangélicas que hoje celebram o Dia das Mães, queremos expressar nossa profunda gratidão e admiração por tudo o que vocês fazem. Vocês são verdadeiras guerreiras, enfrentando desafios e adversidades com coragem e determinação para garantir um futuro melhor para seus filhos”.

Para o responsável da maior força angolana Adalberto Costa Júnior, disse “Sabemos que a jornada de ser mãe em Angola pode ser árdua, com obstáculos que muitas vezes parecem intransponíveis. No entanto, vossa resiliência e amor inabalável são um farol de esperança em meio à escuridão”.

De acordo com Adalberto Costa Júnior, exprimiu-se pelo Dia Internacional da Mãe “Feliz Dia das Mães! Que seu dia seja repleto de amor, gratidão e alegria, e que vocês continuem a inspirar aqueles ao seu redor com sua força e determinação”.

Com todo o nosso carinho e admiração,

Adalberto Costa Júnior

grupo parlamentar 
O deputado à Assembleia Nacional e Coordenador dos deputados da UNITA na província de Malanje, Mardanês Kalunga falava nesta terça-feira, 14 de Maio de 2024, em conferência de imprensa que visou esclarecer a tentativa de morte do deputado da UNITA Carlos Xavier, do circulo provincial de Malanje, nesta segunda-feira, 13 de Maio, tendo assegurado que a UNITA e a Frente Patriótica Unida não vai vergar-se às ameaças do regime ditador.

Garantiu o deputado da UNITA, e instou a polícia nacional a esclarecer o sucedido, e insta as autoridades competentes a redobrar esforços e acionar mecanismos que permitam devolver a segurança e a confiança das entidades, em particular dos deputados e cidadãos em geral.

O também Secretário Provincial da UNITA na província de Malanje denunciou igualmente que desde a realização das eleições de 24 de Agosto de 2022 que os deputados da UNITA eleitos pelo círculo provincial de Malanje têm vindo a ser vítimas de ameaças de tempo em tempo através de telefonemas anónimos com terminais telefónicos não registados.

“Depois da eleições de 24 de Agosto de 2022, em que a UNITA por meio da Frente Patriótica Unida vence as eleições e é impedida pelo Tribunal Constitucional e a Comissão Nacional Eleitoral, de formar governo, os deputados da bancada parlamentar da UNITA eleitos pelo círculo provincial de Malanje têm vindo a ser vítimas de ameaças de tempo em tempo através de telefonemas anónimos com terminais telefónicos não registados”.

“Junta-se a este facto o tratamento diferenciado a que os deputados da UNITA em Malanje têm estado a sofrer por parte das autoridades locais”, realçou responsável provincial.

Para o deputado, “a Frente Patriótica UNITA vem nestes termos condenar a tentativa de eliminação física dos dirigentes oponentes ao regime. A UNITA e a Frente Patriótica Unida, em nome deste povo sofredor, não vai vergar-se às ameaças do regime ditador, pelo contrário, reafirmam o seu vivo compromisso de continuar a defendê-lo até as últimas consequências, e insta as autoridades competentes, no sentido de redobrar esforços e acionar mecanismos que permitam devolver a segurança e a confiança das entidades, particularmente dos cidadãos em geral”.

Madanês Kalunga desmente a versão da Polícia Nacional sobre o ocorrido que afirma ser um acto acidental, justificando que o deputado Carlos Xavier não era o alvo dos meliantes. Para o parlamentar a justificação da Polícia Nacional não colhe, e esclarece minuciosamente como tudo aconteceu.

“Não colhe. As coisas aconteceram o seguinte: o deputado estava a sair do mercado, de repente aparece um mota do lado da porta do deputado; vai e fecha a viatura, o motorista atento vê o pindura da mota a sacar a arma, e ele grita ao escolta dizendo: este homem vai disparar contra a viatura do chefe. Rapidamente, como o carro estava a trabalhar, o motorista arranca em grande velocidade, e até estava a gritar para que o escolta disparasse, só que não havia angulo de como o escota disparar, talvez”.

“E, o homem salta rapidamente da mota e faz disparos contra a viatura do deputado, atinge primeiro o pneu, depois atinge a porta do motorista. A intenção dos meliantes era atingir o motorista, para o veículo parar, depois só assim eles podiam fazer o que bem entendessem”.
L.i.m.a - actividades
LIGA DA MULHER ANGOLANA LIMA
SECRETARIADO EXECUTIVO DO COMITÉ NACIONAL DA LIMA
2024 –ANO DA DEFESA PARTICIPATIVA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL


O Secretariado Executivo do Comité Nacional da LIMA, acolheu, com profundo sentido de tristeza e consternação, a notícia do acontecimento trágico que arrebatou do seu seio uma Grande Mulher, exímia guerreira, sempre pronta para servir, companheira fiel, ex-presidente da LIMA, na província do Bié, a Mãe Cândida Tchanga.

O fatídico, brutal e violento acontecimento que ocorreu pelas 5 horas da manhã do dia 17 de Abril do ano em curso, no troço dos congolenses, em Luanda, quando a malograda tencionava ir ao Centro Oncológico, para efectuar, a sua consulta de rotina, deparou-se com o inesperado que deixou o colectivo deste Secretariado muito chocado e muito abalado pela forma como foi posto, o fim da sua jornada terrena!

Mãe Tchanga, a LIMA perdeu um quadro, elevado à terceira potência, isso se nos atermos às formulas matemáticas, pois estamos a falar duma Mulher que se ajustava à todas as esferas da sociedade; uma Mulher que tinha verbo, que tinha mensagem, um Quadro à Medida, uma Mulher a altura, um exemplo de entrega às tarefas do Partido e em nome da Pátria, Mãe, Amiga e Companheira da longa jornada evários momentos, batalhadora, enfim, uma Mulher sempre bem disposta a espalhar o ar da sua graça e a esbanjar o seu o seu bom humor!

Mãe Cândida Tchanga em tempos difíceis da história de Angola, resististes, pois tivestes muitas vezes de sacrificar a família, arriscar à vida no cumprimento da missão nobre da Pátria; à titulo de exemplo é teres aceite abandonar Luanda, deixar para trás tudo quanto já havias conseguido juntar e vir para o Bié assumir a liderança da LIMA! Sim, aceitastes sem hesitar, alías, nem fazia parte do seu ser. Nunca olhastes para trás e sempre seguistes o caminho dos ideais Mwangayi, em qualquer ponto onde vos encontrasses até o fatídico dia em que azul do céu ecureceu! Será destino? Quanto ele foi infiel e cruel! Sim! É do acidente que nos estamos a referir!

A LIMA está ciente desta perda irreparável, pois, não existe maior tragédia na vida que ver a morte levar alguém que amamos e que tinha ainda muito para dar na edificação cabal da democracia; alguém que com ela partilhamos vários momentos e que dela, reiteramos, ainda muito se esperava! É uma dor impossível de se explicar! A Mãe desempenhou várias funções no Partido, na JURA e LIMA, para além de actividades de âmbito social de benfeitoria e entregue ao serviço religioso. A nossa petição a Deus é a de consigamos reunir forças, no sentido de todas nos refazermos deste indolente golpe e continuarmos a honrar os suas lutas, os seus feitos.

Nós, suas correligionárias estamos cientes do enorme vazio que a sua partida nos vai causar; somente, restar-nos-á, o silêncio, sem o som da sua voz, as suas acções, sobrará a escuridão sem o brilho do teu gargalhar rasgado, cativante e congregador! Aquele olhar conciliador que sempre emitiu mensagens! Para corroborar com a verdade e que ela seja dita; nunca, na verdade estamos preparadas, por mais que nos julguemos fortes o suficiente para o último adeus! Pedimos a Deus, muita paz e que encha, os nossos corações de coragem, força e abnegação para os tempos que teremos pela frente.

Nós, a LIMA, suas companheiras, através do Secretariado Executivo do Comité Nacional, endereçamos os nossos sentidos e sofridos pêsames, à família enlutada, à LIMA e à UNITA, Partido que abraçaste desde muito cedo e estamos confiantes que, a sua causa há de triunfar em honra e glória aos seus Mártires!

Adeus Companheira da Longa, mas Vitoriosa Marcha!
Paz eterna à sua alma!

Luanda, aos 21 de Abril e 2024.

O Secretariado Executivo do Comité Nacional da LIMA.

C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Ex-Presidente da UNITA (2003-2019)
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2020
Terça-feira, 28 de Maio de 2024