Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opiniões
A morte de Savimbi e o plano de implosão da UNITA - Assis Capamba
Morreu em combate Jonas Savimbi, Presidente da UNITA. Foi assim que recebi a notícia da morte de um dos maiores políticos do meu País, pela voz do jornalista Alves Fernandes da RTP África no Telejornal de uma tarde de Sábado, 22 de Fevereiro de 2002.
********************
O Show do Bonga na Jamba - Gerson Prata
Em datas festivas memoráveis ligadas à UNITA, à União Africana ou OUA, datas de valor e âmbito internacional, datas Pan-Africanas e Mundiais, geralmente, a Jamba recebia em visita, várias personalidades africanas e do mundo ocidental e não só, convidados pela Direcção.
********************
O feiticeiro, o feitiço, os Katangueses e os Kamanyola... - Lukamba Paulo Gato
Tinha eu 21 anos de idade em 1975, quando depois do meu treino militar em Massivi, no Leste de Angola, fui enviado para Kambandua, uma comuna do município do Kuito que se situa a pouco mais de 50km da cidade do Kuito.
********************
A recordação da visita ao campo de reclusão do tarrafal - Carlos Kandanda
Na vida há coisas que não se esquece, ficam implantadas definitivamente na memória. As nossas memórias estão armazenadas em tijolos do cérebro, contidos por diversos ficheiros, compostos por dados diversos e classificados, de acordo com a sua natureza. O nosso raciocínio, no processo do pensamento profundo, abre os tijolos que lhes conduzem aos ficheiros específicos onde estão arrecadados os dados que precisamos naquele momento. Este motor cerebral é que dinamiza e impulsiona o sistema pensante do homem, que lhe permite conceber ideias, analisar as coisas, fazer retrospetivas, prever o futuro e tirar conclusões.
********************
Entrevistas
"Em Angola, o próprio chefe de Governo incentiva a corrupção": Adalberto da Costa Júnior
Eleito presidente da UNITA em Novembro de 2019, Adalberto Costa Júnior teve tudo menos um primeiro ano normal como líder da oposição em Angola, devido às consequências da pandemia de covid-19, que permitiu ao Governo adiar mais uma vez a criação das autarquias. Num ano de muita contestação pública da acção do Presidente João Lourenço, os protestos são, para Adalberto Costa Júnior, um sinal da crise que faz com “haja fome em Luanda”, algo que se sentia no resto do país, mas não na capital, diz.
********************
Grande entrevista ao Jornal Vida Económica
Presidente da UNITA defende criação de autarquias e alternância no poder “Angola continua a ter um governo marxista-leninista” “A UNITA é o partido da alternância democrática e pretende fazer a mudança após um longo ciclo de poder do MPLA em Angola nos últimos 45 anos - considera Adalberto Costa Júnior. Em entrevista à “Vida Económica”, o presidente da UNITA defende uma evolução pacífica para dar resposta às aspirações dos angolanos, com um poder menos concentrado e a criação de autarquias locais livremente eleitas.
********************
Segunda parte da entrevista do Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, ao Novo Jornal
“O Pais que temos hoje não é o sonho dos nacionalistas. de ontem, e não tenho dificuldades de ir buscar Agostinho Neto” – Adalberto Costa Júnior.
********************
“Não temos instituições democráticas. temos de fazer uma profunda reforma” – Adalberto Costa Júnior
Adalberto Costa Júnior, o político contra quem o MPLA promete um «combate até à exaustão», aborda, numa extensa conversa com Novo Jornal, os seus anseios na arena política nacional. O aspirante à Cidade Alta descreve o seu curto percurso na liderança da UNITA e, sempre num tom crítico à governação, fala das estratégias do seu partido quanto ao alcance de um antigo alvo: o poder em Angola, nas mãos do MPLA, seu quase eterno adversário. Esta é, apenas, a primeira de duas partes da conversa com o mais temível político dos camaradas na oposição.
********************
Clique aqui -->
CONTRIBUIÇÕES  E  DOAÇÕES
***

Angola é um País independente constituído em Estado de Direito e Democrático, mas os Angolanos continuam escravos de um regime político que faz das potencialidades económicas do País a base de sustentação da sua sobrevivência, vedando as possibilidades de acesso a todos os meios do Estado permitidos por lei para o exercício da oposição.

Esta atitude nefasta do regime pode pôr em causa a democracia e o retorno do País ao estado partidarizado.

A luta pela sobrevivência da liberdade e da democracia em Angola é um dever de cidadania no qual todo o Angolano patriota deve se rever e participar.

Os Estatutos da UNITA abrem assim a possibilidade de todos participarem deste exercício de cidadania, através de contribuições e doações. Estas contribuições e doações estão abertas a fundações, empresas, associações e a pessoas em nome individual que podem fazê-las chegar
ao Partido pelos seguintes meios:

1- Núcleos de Base
2- Comités Locais, Comunais, Municipais ou Provinciais do Partido;
3- Secretariado Nacional de Gestão de Quotas do Partido;
4- Cobradores individuais devidamente credenciados para o efeito;
5- Depósito bancário numa das seguintes Contas de Quotas do Partido:


BFA
1284094630001-KZ 1284094631001-USD - UNITA PARTIDO POLITICO

BCI
6019530/10/001-KZ 6019530/15/001-USD - UNITA-UNIÃO NACIONAL
PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA

BPC
0001-339825-011-KZ 0001-339825-005-USD - UNITA QUOTAS

Informações adicionais:

Telefones: 923519913 - Secretária Nacional de Gestão de Quotas
923404174 - Director Nacional de Gestão de Quotas
Emails: sofiapkm@gmail.com
kassapi@hotmail.com

Endereço:
Secretariado Nacional de Gestão de Quotas / Secretariado Geral do Partido
Bairro São Paulo - Rua Comandante Bula 71-73

A UNITA agradece desde já.

VAMOS CONSTRUIR PARA UMA ANGOLA PARA TODOS JUNTOS PODEMOS MUDAR

O SECRETARIADO NACIONAL DE GESTÃO DE QUOTAS
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021