UNITA - ANGOLA
Fonte :
KUP
Morreu Sindika Dokolo, vítima de embolia Pulmonar
Sindica-Dikolo e Isabel dos Santos Morre Embresario-Congoles (1).jpg
Morreu aos 48 anos Sindika Dokolo, o marido da empresária angolana Isabel dos Santos, confirmou a TVI junto de fonte próxima da família.

Dokolo, empresário congolês, morreu no Dubai, sabe a TVI. terá sido vítima de uma embolia pulmonar depois de ter estado a praticar mergulho com a família

As mensagens de condol√™ncias multiplicaram-se nas redes sociais, como a de Mich√©e Mulumba, assistente pessoal do Presidente congol√™s, Felix Tshisekedi: ‚ÄúFoi durante um mergulho que partiu para a eternidade, uma atividade habitual que o afastou da sua luta e dos seus entes queridos‚ÄĚ, no Twitter.

Nascido no antigo Zaire, a 16 de maio de 1972 (atual Rep√ļblica Democr√°tica do Congo) era filho do banqueiro Augustin Dokolo Sanu, e da sua segunda mulher, a dinamarquesa Hanne Taabbel.

Frequentou o liceu Saint Louis de Gonzague, em Paris, e prosseguiu os estudos na Universidade Paris Vi Pierre et Marie Curie.

Inspirado pelo pai, amante de arte, começou a sua coleção de arte quando tinha 15 anos e criou mais tarde a Fundação Sindika Dokolo, a fim de promover as artes e festivais de cultura em Angola e noutros países.

Em outubro do ano passado, a sua Funda√ß√£o comprou e repatriou para Angola 20 pe√ßas de arte que tinham sido levadas de museus angolanos para cole√ß√Ķes estrangeiras e preparou-se para entregar ao museu de Kinshasa a primeira pe√ßa congolesa recuperada, segundo uma entrevista concedida na altura √† ag√™ncia Lusa.

Cr√≠tico dos quase 20 anos do regime do Presidente Joseph Kabila na Rep√ļblica Democr√°tica do Congo, Sindika Dokolo esteve cerca de cinco anos no ex√≠lio, devido aos processos movidos contra si em Kinshasa, tendo regressado apenas em maio de 2019, j√° depois da chegada ao poder de F√©lix Tshisekedi, que tomou posse como chefe de Estado congol√™s em janeiro.

Em fevereiro de 2016, ainda com Jos√© Eduardo dos Santos nas fun√ß√Ķes de Presidente em Angola, a Funda√ß√£o Sindika Dokolo entregou ao chefe de Estado, no Pal√°cio Presidencial, em Luanda, duas m√°scaras e uma estatueta do povo Tchokwe (leste de Angola), que tinham sido saqueadas durante o conflito armado, recuperadas ap√≥s v√°rios anos de negocia√ß√£o com colecionadores europeus.

Entre os vários negócios que detinha, Dokolo era dono da joalheira de luxo De Grisogono que abriu falência depois da saída do outro acionista, a empresa estatal angola Sodiam.

Fonte: Club-k.net
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Ex-Presidente da UNITA (2003-2019)
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2020
Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020