UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Líder da UNITA apela o combate à génese da Corrupção
Presidente-Samakuva-IV-Reuni√£o-Ordin√°ria.jpg
Líder Da UNITA Apela O Combate À Génese Da Corrupção
Falando na abertura da IV Reunião Ordinária da Comissão Política do seu Partido que iniciou este Sábado, 15 de Dezembro de 2018, no Complexo Sovsmo, em Viana, Luanda, que termina Domingo, e conta com dirigentes e quadros do maior partido em Angola na oposição, provenientes das 18 províncias do país, o Presidente da UNITA afirmou que, a Comissão Política da UNITA tem se afirmado como força determinante para as mudanças que Angola e os Angolanos buscam.

‚ÄúDesde o in√≠cio do seu mandato, a Comiss√£o Pol√≠tica da UNITA tem-se afirmado como for√ßa determinante para as mudan√ßas que Angola e os Angolanos reclamam e buscam. Agora, ao terminar o seu mandato, esta Comiss√£o Pol√≠tica realiza a sua IV Reuni√£o Ordin√°ria, num momento em que em v√°rios sectores da sociedade nacional e at√© na Comunidade Internacional se vive uma esp√©cie de euforia por aparentes mudan√ßas que o novo chefe do Executivo est√° a anunciar, nomeadamente no que diz respeito ao combate a corrup√ß√£o‚ÄĚ.

O l√≠der da UNITA disse que, o seu partido sa√ļda a luta contra a corrup√ß√£o levada a cabo pelo Presidente da Rep√ļblica, no entanto defendeu que para combater com sucesso a corrup√ß√£o em Angola √© preciso come√ßar pala mudan√ßa do sistema pol√≠tico, o administrativo e judicial.

‚ÄúSaudamos o facto do senhor Presidente se engajar na luta contra a corrup√ß√£o. Trata-se de um exerc√≠cio complexo: primeiro, porque como sempre dissemos, o promotor da corrup√ß√£o √© o MPLA, o Partido agora presidido pelo Senhor Presidente da Rep√ļblica; porque a corrup√ß√£o financeira que ora se combate assenta na corrup√ß√£o institucional, que alimenta o sistema, que foi constru√≠do sob o signo da corrup√ß√£o exactamente para permitir que o MPLA se perpetue no poder. Isto significa que para combater com sucesso a corrup√ß√£o em Angola √© preciso come√ßar pela mudan√ßa do sistema pol√≠tico, administrativo e judicial‚ÄĚ, sublinhou.

O l√≠der do segundo maior partido de Angola esclareceu que, a Angola precisa √© do combate √† g√©nese da corrup√ß√£o sistem√°tica; Angola precisa de combater a corrup√ß√£o que permite que um Partido se confunda com o Estado e capture o Estado para se perpetuar no poder; √Č esta corrup√ß√£o que precisa de ser combatida sem tr√©guas e de forma decisiva.

O Presidente da UNITA apelou que, em vez da euforia por medidas anunciadas pelo chefe do Estado que, em um ano ainda n√£o produziram resultados satisfat√≥rios, a denunciar-se e exigir o desmantelamento de: Os esquemas de financiamento encapotado do MPLA pelo Estado; Desvios ao er√°rio p√ļblico para o financiamento encapotado das actividades do MPLA; A pr√°tica de subordinar a actua√ß√£o dos servi√ßos de seguran√ßa do Estado e da magistratura judicial aos interesses do MPLA;

A prática de manter os órgãos da administração eleitoral com uma maioria indicada pelo MPLA e a ele subordinada; A prática de manter o registo eleitoral e as suas bases de dados sob o controlo de dirigentes do MPLA, sob os mais diversos disfarces;

A pr√°tica de se utilizar os meios rolantes e a√©reos das For√ßas Armadas, os recursos humanos dos √≥rg√£os de seguran√ßa do Estado e os fundos do Conselho Nacional de Carregadores ou dos governos provinciais, por exemplo, para apoiar ilegalmente as campanhas pol√≠ticas do MPLA; e exigiu a realiza√ß√£o das elei√ß√Ķes aut√°rquicas em todo os munic√≠pios do pa√≠s.

‚ÄúA democracia n√£o estar√° realizada em Angola sem a pr√°tica regular do sufr√°gio universal aut√°rquico em todas as comunidades e munic√≠pios do pa√≠s‚ÄĚ, reafirmou o respons√°vel da segunda maior for√ßa pol√≠tica, durante o seu discurso.

A IV Reuni√£o Ordin√°ria do segundo maior partido pol√≠tico no pa√≠s tem dentre os v√°rios pontos em abordagem, a execu√ß√£o das actividades do partido, e aprova√ß√£o de documentos que v√£o orientar as ac√ß√Ķes da for√ßa pol√≠tica.

www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opini√Ķes
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Sexta-feira, 22 de mars de 2019