UNITAANGOLA
Fonte : KUP
Presidente Samakuva lamenta que nada tenha mudado na vida do Povo de Calai
Menongue_PR-Samakuva.jpg
Depois de ter estado no Rivungo, Jamba, Mukussu, no prosseguimento da sua digress√£o pela regi√£o do Sudeste de Angola, o Presidente da UNITA, escalou √†s 23 horas de quinta-feira, 11 de Outubro de 2018, a sede municipal de Calai, na Fronteira com a Rep√ļblica da Nam√≠bia.

Falando na manh√£ desta sexta-feira para as popula√ß√Ķes de Calai, cinco anos depois da sua anterior visita, Isa√≠as Samakuva manifestou-se surpreendido que nada tenha mudado a favor das popula√ß√Ķes, nos campos social, educa√ß√£o e sa√ļde e no que respeita √†s vias de comunica√ß√£o, onde as obras de reabilita√ß√£o que tinham sido iniciadas foram paralisadas e tudo piorou.

‚ÄúPessoas com quem conversamos queixam-se do sofrimento que aumenta todos os dias e est√° patente nas nossas caras‚ÄĚ, disse Isa√≠as Samakuva, lamentando que os discursos dos governantes n√£o passam de promessas irrealiz√°vel que n√£o mudam nada.

O l√≠der da UNITA esclareceu as popula√ß√Ķes que a situa√ß√£o do pa√≠s continua no estado em que se encontra devido √† crise de valores, da incompet√™ncia e a falta de sensibilidade dos governantes para com o sofrimento do povo.

Olhando para a educação, Isaías Samakuva defendeu o acompanhamento das crianças pelos pais, numa conjuntura dominada pelas novas tecnologias de informação em que nem sempre os progenitores e encarregados de educação estão a par do que seus filhos aprendem fora do meio familiar.

‚ÄúOs tempos de hoje s√£o complicados, as pessoas vivem em meios onde a educa√ß√£o que os pais d√£o aos filhos tem de ter em considera√ß√£o, tamb√©m o que acontece √† volta. Muitas pessoas, sobretudo a juventude pode ser desviada para situa√ß√Ķes e rumos que n√£o ajudam a sociedade e as fam√≠lias‚ÄĚ, constatou Isa√≠as Samakuva aconselhando os pais a estarem atentos e a fazer esfor√ßo para que as crian√ßas estudem bem, e atravessem com sucesso a idade complicada e possam amanh√£ contribuir para o Partido e para o pa√≠s.

Dirigindo-se aos mais velhos, o l√≠der da UNITA orientou-os a escolherem o que √© essencial na vida, criticou o consumo exagerado das bebidas alco√≥licas, que produzem consequ√™ncias graves quer para a sa√ļde como para o bom funcionamento da sociedade e lamentou que as autoridades competentes n√£o estejam a prestar a devida aten√ß√£o a essa crise que destr√≥i as fam√≠lias e a sociedade.

‚ÄúQuando o √°lcool penetra na sociedade como est√° a penetrar, constitui um risco para a sa√ļde e para a pr√≥pria sociedade‚ÄĚ, enfatizou o Presidente Isa√≠as Samakuva.

Enquadrou a sua visita ao Calai no √Ęmbito dos contactos que devem existir entre o povo e a direc√ß√£o do Partido, no sentido de se manter sempre acesa a chama da liberdade nos cora√ß√Ķes das popula√ß√Ķes.

As autarquias que serão realizadas em 2020 dominou também os discurso do líder da UNITA ao longo da sua digressão, bem como a unidade e reconciliação nacional entre os angolanos.
Depois da visita ao Calai, o líder da UNITA prossegue visita pela orla do Kuvangu, escalando as sedes municipais do Cuangar e Caiundo de regresso ao Menongue.
www.unitaangola.org
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opini√Ķes
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018