Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Acordos
Data Ocasião Autor
20/11/1994 Protocolo de Lusaka UNITA, MPLA
04/04/2002 Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka UNITA, MPLA
Todas notícias
Opiniões
Desafios e oportunidades da iniciação autárquica
As autarquias locais apresentam-se, hoje, como uma nova proposta de governação em Angola, assente num Governo descentralizado, um tema que domina o debate político após as eleições/2022.
********************
Kamalata Numa rejeita acusações de que a UNITA é “alérgica” a críticas
O general na reserva e militante da UNITA, Abílio Kamalata Numa rejeita acusações de que o seu partido é “alérgico” a críticas.
********************
Corrupção na Justiça: A história repete-se em Angola - Carlos André
A história repete -se na nossa querida pátria, querida Angola. Recuamos ao ano de 2021, quando em Novembro deste mesmo ano se estabelecia três cenários para o líder da UNITA,Jonas Malheiro Savimbi: desarmar e abraçar a paz ,rendição ou capitulação .
********************
Em Memória do Kufuna Yembe - Carlos Kandanda
Em nome da minha família e em meu nome pessoal tenho o dever patriótico de prestar a nossa homenagem ao General José Antero Kufuna Yembe, conjurado do Muangai, que nos deixou definitivamente no dia 10 de Março de 2023, na Cidade do Luena.
********************
Entrevistas
UNITA diz que Presidente do Tribunal Supremo deve ser o próximo a demitir-se
A UNITA defende que o presidente do Tribunal Supremo de Angola deve ser o próximo a demitir-se, depois da presidente do Tribunal do Tribunal de Contas, Exalgina Gambôa, ter renunciado ao cargo.
********************
Angola cada vez mais próxima dos EUA: “Não há almoços grátis”
Analista Eugénio Costa Almeida diz que é "cada vez mais evidente" a aproximação entre Angola e os EUA, depois de Luanda votar contra a anexação de territórios ucranianos. Mas o Governo angolano não esquece Moscovo.
********************
Analista prevê desafios importantes para a nova governadora de Cabinda, Mara Quiosa
Nas eleições de 24 de agosto, a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), o maior partido da oposição, elegeu quatro deputados naquele círculo provincial, um resultado histórico, contra apenas um deputado do Movimenta Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder.
********************
“No país nunca mais haverá conflitos armados e nem guerra” – assegura Kamalata Numa
O partido UNITA realizou ontém, sábado, em Luanda, uma marcha denominada “marcha da liberdade”, para repudiar os resultados definitivos divulgados pela CNE que deram vitória ao MPLA com 51%. De acordo com uma nota a que o Correio da Kianda teve acesso, a manifestação visou também, exigir a liberdade, a democracia plena, pela defesa da vida e direito humanos em Angola
********************
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Segunda-feira, 20 de mars de 2023