UNITAANGOLA
Acordos Comunicados Discursos Estatutos Manifesto Memorando Regulamento
Líder da UNITA exige novo registo eleitoral e autarquias em todos os municípios
Associado ao desafio da realização de eleições autárquicas em simultâneo e em todo o país, Adalberto Costa Júnior defendeu da aprovação, até Março de 2020, de todo o Pacote Legislativo Autárquico e afirmou não entender o atraso a que a Assembleia Nacional submeteu o dossier tão importante do país, tendo acusado este órgão de soberania de estar a servir de caixa de ressonância do bureau político do MPLA.
17/01/2020
UNITA Exige Anulação Da Indicação Do Presidente Da CNE
O Líder da UNITA contestou esta quinta-feira, 16 de Janeiro de 2020, a indicação pelo Tribunal Supremo do jurista Manuel Pereira da Silva “Manico”, como novo Presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Discursando diante dos militantes, amigos e membros do maior Partido angolano na oposição e corpo diplomático, o Presidente da UNITA disse que o novo Presidente da CNE era uma pessoa que não reunia as condições para o cargo.

“O que leva as instituições a nomearem para Presidente da Comissão Nacional Eleitoral um cidadão contestado e em volto em polémicas para uma tão grande, distinta e sensível organização?”, questionou Adalberto Costa Júnior, para quem a indicação da pessoas em causa “é um péssimo indício perante os desafios de credibilidade e transparência dos processos eleitorais”.

De acordo com o dirigente da UNITA, “o interesse público foi sufocado pelos interesses privados e de grupo, obrigando à uma anulação do concurso, em respeito ao estado de direito que todos pretendemos edificar”.

Falando a jornalistas à margem dos cumprimentos, Adalberto Costa Júnior reiterou que o seu Partido vai intensificar o diálogo com as outras forças políticas para que se efectue a anulação da indicação do recém-nomeado Presidente da CNE.

“Tudo isto agora vai nos obrigar a intensificar o diálogo com as outras forças políticas, e podermos encontrar aquilo que melhor serve ao país. Mas é muito mal que as instituições repitam os mesmos erros do passado. É uma personagem bastante contestado, uma personagem que de certeza absoluta se pretendemos a edificação de um estado democrático e de direito não seria escolhida”.
Ler mais
Em destaque
CSMJ confirma Manuel da Silva "Manico" como novo Presidente da CNE Restos mortais de Loth Paulino Savimbi sepultados na Lopitanga
16/01/2020
12/01/2020
O Presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo, nas suas vestes de responsável máximo do Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) indicou, na tarde desta quarta-feira (15), o jurista Manuel Pereira da Silva “Manico”, como novo Presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), divulgou publicada esta quarta-feira, 15 de Janeiro de 2020, o portal de notícias Club-K. Antes de deixar Luanda, a urna com os restos mortais do de Loth Paulino Sakaita Savimbi foi velada no salão multiusos do Sovmo, durante uma cerimónia fúnebre que contou com a presença do Presidente da UNITA, Eng. Adalberto Costa Júnior, do Presidente emérito Isaías Samakuva e de membros da Comissão Política, familiares e amigos.
Governo Angolano desperdiçou 5 anos e não preparou Autarquias Isabel dos Santos admite candidatar-se à Presidência de Angola
Segundo Adalberto Costa Júnior, o plano continha também as leis que deviam ser aprovadas, o trabalho que o governo devia realizar como a delimitação geográfica dos municípios, e naturalmente o recenseamento integral dos cidadãos maiores que habitam nesses.
A empresária angolana e filha do antigo presidente José Eduardo dos Santos admitiu a possibilidade, em entrevista à RTP3, de poder vir a candidatar-se à presidência do seu país nas eleições de 2022, noticia o jornal “Negócios”, na sua edição desta Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2020.
“Vamos continuar com manifestações, vigílias”, afirma Activista
Morreu o músico Angolano José Kafala
O activista Miguel Kimbenza terá sido detido por algumas horas esta Segunda-feira, 23 de Dezembro, de 2019, na sequência da vigília que pretendia realizar por três dias, no Largo 1º de Maio, centro da capital, Luanda, contra a subida dos emolumentos para a emissão do Bilhete de Identidade e Certificado do Registo Criminal, e confirmou a comunicação social que a sua detenção é uma declaração à guerra contra o Presidente da República. O artista, que estava internado no Hospital Militar, morreu sexta-feira, 13 de Dezembro, comunicou a fonte de notícia “Plataforma”.
Apple, Microsoft e Google acusados de Cumplicidade Jornalista denuncia ameaças do MPLA
O cobalto é um mineral essencial para as baterias de lítio, usadas na maioria dos tablets, smartphones e veículos eléctricos. Mas boa parte é minerada com recurso a trabalho infantil, segundo a acusação, tal como noticiou o Correio da Kianda, na sua edição desta Terça-feira, 17 de Dezembro de 2019. O jornalista da Radio Eclésia, na província do Kuanza Norte, António Domingos, queixa-se de perseguição e ameaças de morte depois de ter publicado uma reportagem a dar conta de que o MPLA está a transportar pessoas em camiões com uniforme da organização feminina do partido no poder, OMA, para comícios daquela força política, divulgou a VOA na sua edição desta segunda-feira, 9.
Eco do Partido Campo do militante
Líder da UNITA garante fim da discriminação no GIP Isaías Samakuva: “Estamos num momento de transição para uma nova era em Angola”
O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, trabalhou esta quarta-feira 26 de Julho de 2017, na capital do Bengo, Caxito, tendo discursado para as populações locais. O país africano vive um momento histórico frente as próximas eleições, que marcarão o rumo que tomará o Governo angolano para sair da crise actual
Intolerância
Palavra do Presidente
Líder da UNITA apela à satisfação das expectativas dos Cidadãos
O Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, concluiu esta segunda-feira, 17 de Fevereiro, 2020, o empossamento dos membros dos diferentes órgãos de funcionamento da UNITA, saídos do XIII Congresso deste Partido, realizado em Novembro do ano passado, em acto decorrido na sala do Comité Permanente deste Partido, no Complexo Sovsmo, em Luanda-Viana.

Os membros recém-empossados integram o Governo Sombra, que tem como o seu Primeiro Ministro Raúl Manuel Danda; Secretário Executivo, Joaquim Nafoia. Para a pasta de Ministra da Justiça e dos Direitos Humanos foi empossada Mihaela Neto Webba; Eduardo Nkosi Ngo, para Ministro da Economia, Finanças e Planeamento; e David Kisadila para Ministro do Comércio.

Manuel Correia à Ministro da Educação e do Ensino Superior; Anselmo Kundumula para Ministro da Administração, Emprego e Segurança Social; Abílio Kamalata Numa à Ministro dos Antigos Combatentes e da Reinserção Social; Estêvão Joaquim Ngunja Michel, Ministro da Administração Interna.

Anastácio Rúben Sikatu para Ministro da Saúde; Maria João Mateus à Ministra das Pescas, Mar e Ambiente, Gabriela Cristina Chonga Martinas, à Ministra dos Transportes e Telecomunicações; Arlinda Kasova Sapiñala Pena, para Ministra da Hotelaria e Turismo; para Ministra da Família e Equidade do Género foi empossada Clarice Mukinda; Elsa Dulce Jaime Pataco, Ministra da Juventude, Desportos e Lazer. Adélio Timóteo Chitekulu, Ministro das Infra-estruturas, Energia e Águas; Nataniel Fortunato Fernandes, Vice-Ministro da Economia, Finanças e Planeamento.

Para os Membros do Conselho Nacional de Jurisdição e Auditoria foram empossados António Pedro Kangombe, à Presidente do Organismo; Miraldina Olga Jamba, para Vice-Presidente; Violante Elísio, Secretária; Apolo Felino Yakuvela, Volgal; Ernesto Epalanga, Volgal; Rodrigues José Kitekulu, Volgal; Rodrino Lusitano Elias Kapusu, Volgal; Santos Chiwale Andrade, Suplente; Adelina Kunateke Hilário Samanjolo, Suplente.

Foram também empossados para o Conselho da Presidência quatro Membros, nomeadamente Armindo Kasesa, Amadeu Chitekulu, Joaquim Nafoia, Teresa Tchipia.

Aos todos os Membros que tomaram posse o Presidente da UNITA espera que possam corresponder às expectativas dos militantes e dos cidadãos angolanos em geral, e que respondam a situação de emergência nacional em que o país se encontra.

Dirigindo-se particularmente aos membros do governo sombra da UNITA o responsável da maior política na oposição angolana disse.

“A realidade do nosso país hoje é praticamente de uma emergência nacional. Precisamos de fazer tudo. E, da relação entre os órgãos de soberania, do funcionamento das próprias Instituições, da necessidade das reformas: a reforma da Constituição, a reforma do Sistema Eleitoral, entre tantas outras; a emergência que praticamente caracteriza os sectores da Educação e da Saúde; tão centrais no nosso país; as questões ligadas aos Direitos Humanos, as questões ligadas à crise económica e ao combate à corrupção; a protecção da natureza, enfim, são vastíssimas as áreas que chamarão a vossa permanente intervenção”.

O Líder da UNITA diz augurar ao Conselho Nacional de Jurisdição e Auditoria “Um desempenho em que cada um dos seus membros seja um exemplo do cumprimento da disciplina, de referências de carácter ético-moral para o nosso Partido, bem como para quem nos possa olhar para a nossa sociedade”, reforçando que, “Ao Conselho Nacional de Jurisdição e Auditoria pedir-se-á que velem pelo cumprimento dos programas, mas também pela gestão transparente dos bens do Partido, e sejam eles bens imóveis, bem como das finanças e da execução das finanças do Partido”.



Ler mais
grupo parlamentar - actividade
As eleições autárquicas vão ser convocadas se houver vontade Política
A visão é do Primeiro-ministro do Governo Sombra da UNITA, que falava à imprensa esta segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020, no Complexo Sovsmo, em Luanda, após o o seu empossamento ao cargo pelo Presidente do Partido, Adalberto Costa Júnior.

Segundo Raúl Manuel Danda, “as eleições autárquicas só não vão ser convocadas se houver falta de vontade política, pois o Pacote Legislativo Autárquico está praticamente no fim”.

O político confirmou a agenda parlamentar para esta semana.

“Nós vamos esta semana fazer a aprovação final global de duas Leis. Portanto, a das finanças das autarquias locais, um projecto apresentado pela UNITA, e uma proposta apresentada pelo Executivo e os dois documentos fundiram-se; houve consenso, houve uma discussão exaustiva dois dias foram suficientes para se resolver os problemas”, afirmou, tendo acrescentado que “temos também uma proposta de lei sobre as taxas das autarquias, que sem quaisquer dificuldades também conseguiu-se chegar ao um consenso, e vai ser como dizia, levada a votação final global esta semana”.

Para o também Deputado, as duas leis que faltam podem ser aprovadas até Março deste ano.

“Ora, faltam duas, a haver vontade, obviamente que o próximo mês de Março, nós podemos aprovar isso. E, se nós aprovarmos, podemos facilmente avançar para uma situação em que o Presidente da República convoque autárquicas”, prosseguiu Raúl Danda, sublinhando mais uma vez que, “só não vão ser convocadas as Eleições Autárquicas se houver falta de vontade política, as autarquias são os municípios, e os municípios são não só o território como as pessoas e os recursos que lá estão, e são os mesmos municípios que nós temos”.


Ler mais
L.i.m.a - actividades
LIMA realiza seu Congresso em Abril de 2020
A Liga da Mulher Angolana, Organização feminina da UNITA realiza de 1 a 3 de Abril de 2020, o seu IV Congresso Ordinário, anunciou na Sexta-feira, 20 de Dezembro, em Luanda, a sua Presidente Helena Bonguela Abel.

“Convoco o IV Congresso Ordinário da LIMA (Liga da Mulher Angolana) que se realizará nos dias 1, 2 e 3 de Abril de 2020, em Luanda”, disse.

“O Congresso é um órgão máximo da LIMA com as seguintes competências: analisar e fazer o balanço das actividades, e dos programas traçados. Analisar a situação política, económica, social e cultural vigente no país, com maior incidência sobre os problemas da mulher. Analisar o desenvolvimento e o crescimento da LIMA; Alterar e actualizar o Estatuto e definir a estratégia e o programa em geral”, afirmou a responsável.

De acordo com Helena Bonguela, o Órgão vai ainda, “Debater e aprovar propostas que lhe sejam submetidas pelo Comité Nacional da LIMA; Eleger, renovar ou não o mandato da Presidente da LIMA, dos membros do Comité Nacional; propor a Comissão Política do Partido medidas legislativas ou administrativas; projectos atinentes ao quadro político, económico, social e cultural da mulher”.

A responsável da LIMA esclareceu que, Segundo o cronograma de acções antecipa o congresso a realização das Conferências Comunais, Municipais e Provinciais que irão analisar os documentos reitores, estatutos e regulamento; propor eventuais alterações, debater as teses ao Congresso, eleger os delegados ao congresso, e os membros do Comité Nacional.

Segundo a Presidente da LIMA, para a organização do Congresso constituíram-se 8 Comissões e 7 Subcomissões.
Ler mais
Vídeos
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020