UNITAANGOLA
Acordos Comunicados Discursos Estatutos Manifesto Memorando Regulamento
27 anos depois dos Acordos de Bicesse o desafio da reinserção social mantém-se
Mátires Corrêa Victor “Kavula Ndunge”, um dos sobreviventes da delegação negocial da UNITA que participou da árdua tarefa de trazer a paz entre os angolanos, falou aos presentes sobre os meandros que nortearam o caminho da paz e recordou com um misto de nostalgia e tristeza os passos que seguiram aos Acordos de Bicesse e às eleições de Setembro de 1992, nomeadamente o assassinato, em Luanda, dos dirigentes e negociadores da UNITA.
20/06/2018
Ricardo de Abreu novo ministro dos Transportes
Para o seu lugar foi nomeado Ricardo Daniel Sandão Queirós Viegas de Abreu, entretanto exonerado do cargo de Secretário para os Assuntos Económicos do Presidente da República.



Formado em economia pela Universidade Lusíada de Lisboa, Ricardo de Abreu tem também um MBA, em Finanças, pela Universidade Bath, Reino Unido, que está entre as 10 melhores escolas de negócios do Reino Unido. O seu programa de MBA está entre os cinco melhores do Reino Unido e entre os 100 melhores do mundo.



Ricardo de Abreu fala fluentemente inglês, francês e espanhol e esteve à frente do Banco de Poupança e Crédito (BPC). Antes foi vice-governador do Banco Nacional de Angola, tendo passado também pelo Banco Angolano de Investimento (BAI), e pelo Banco de Negócios Internacional (BNI).





Ricardo Viegas de Abreu concluiu a licenciatura em Economia pela Universidade Lusíada de Lisboa. No Reino Unido fez o Master in Business Administration, pela Universidade de Bath, com a defesa da tese “As oportunidades do sector petrolífero na África Subsariana”.

Em 1997, integrou a equipa que abriu o Banco Angolano de Investimentos (BAI) e dez anos depois foi co-fundador do Banco de Negócios Internacional (BNI). Em 2008 exerceu funções no sector público e um ano depois foi nomeado vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), de onde saiu em 2015 para leccionar cursos de pós-graduação na Universidade Católica do Porto e no MBA Atlântico.
Ler mais
Em destaque
Actuação do titular do MATRE é nula em termos Constitucionais Sepultura dos Reis de Malanje em risco de desaparecer
19/06/2018
08/06/2018
Sapalo António analista residente da Rádio Despertar considerou, recentemente, falta de respeito actuação do Ministro da Administração do Território e Reforma do Estado a divulgação da implementação das autarquias.
Os restos mortais dos reis Ngola Kiluanje e Rainha Njinga Mbande que encontram-se enterrados na região Mukula Ngola, no Município de Marimba, província de Malanje, há mais de três séculos dão os sinais de desaparecer.
Psicólogo clínico sugere debates sobre bullying nas escolas Ex- Director da DNIC levanta acusações de envenenamento
As escolas devem realizar fóruns de discussão sobre o bullying envolvendo a comunidade, pais, encarregados de educação e outras entidades, sugeriu esta quarta-feira, 20, em Luanda, o psicólogo clínico Fernando Kawendimba. José Ambrósio Eduardo Sambo, quadro sênior da Policia Nacional moveu influencia junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC) para a interdição do advogado Teodoro Bastos de Almeida, a quem ele o associa na versão de um suposto envenenamento contra sua filha, Carla Beatriz Gomes Sambo, recentemente falecida, na sequência de uma intervenção cirúrgica, em Luanda.
Crescimento económico do Cofre de Previdência da PN gera conflito de interesse
Há incapacidade e falta de seriedade em prol dos Direitos Infantis
O crescimento económico dos activos do Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional (CPPPN) que passou de 3,70 mil milhões em 2006, para 32,70 mil milhões de kwanzas, em 2017, como resultado da quotização dos seus membros e outras receitas. Fruto de uma gestão inovadora empreendida pelo comissário Luís Alexandre, levou a que os cativos atingissem a cifra dos 77,72 mil milhões de kwanzas com um acréscimo de cerca de 41,68 mil milhões de kwanzas em apenas 10 anos, representando assim um crescimento médio anual de cerca de 40%. Falando no domingo passado, 17 de Junho de 2018, sobre o dia da Criança Africana e o III Fórum Nacional sobre a criança realizado pelo governo angolano em 2007, Anselmo Kundumula, disse que as únicas crianças que têm garantias são os filhos dos governantes.
Dirigente reúne com marginais de Viana BNA favorece casa de câmbio de membro do BP do MPLA
Com as garrafas “Soma faz história”, a edição deste domingo do Jornal de Angola, exalta que o ex-director Provincial de Educação de Luanda e actual administrador municipal de Viana, André Soma, acaba de protagonizar um acto insólito, ao juntar, com a ajuda de um empresário local, um numeroso grupo de supostos marginais. No fim, os supostos marginais pediram emprego e prometeram deixar a má vida. O governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, autorizou em meados da semana passada a venda directa de Euros 3. 150 000 (três milhões , cento e cinquenta mil euros ), a casa de Câmbio, JIMBUKU. O assunto terá irritado a Associação das Casas de Câmbio de Angola (ACCA), uma vez que a JIMBUKU esta ligada aos interesses do general Mário António de Sequeira e Carvalho, membro do Bureau Político do MPLA, e PCA da Holding GEFI, pertencente ao partido no poder.
Eco do Partido Campo do militante
Líder da UNITA garante fim da discriminação no GIP Batalha do Kuito Kuanavale: O Estratega e a Estratégia que ninguém apaga – Kamalata Numa
O Presidente da UNITA, Isaías Samakuva, trabalhou esta quarta-feira 26 de Julho de 2017, na capital do Bengo, Caxito, tendo discursado para as populações locais. Com a invasão das tropas cubanas em primeiro lugar e posteriormente das forças do Exército sul africano a Angola, aniquilava-se o Acordo de Alvor assinado por Portugal e pelos Movimentos de Libertação de então (a FNLA, o MPLA e a UNITA).
Intolerância
Palavra do Presidente
Isaías Samakuva valoriza educação das Crianças no seio Familiar
O Presidente da UNITA instou os pais e encarregados de educação a não desprezar a educação das crianças no seio familiar.

Falando este domingo em Menongue, a capital do Kuando Kubango, por ocasião do aniversário da Liga da Mulher Angolana, organização feminina da UNITA, que se assinala a 18 de Junho, Isaías Samakuva defendeu que os ensinamentos transmitidos à criança no seio familiar constituem uma base sólida de conhecimentos para a vida.

De acordo com o líder da UNITA, o futuro da sociedade passa pelo fortalecimento das famílias, por via de cuidados que devem ser prestados às mulheres e uma educação adequada às crianças.

Referindo-se à desestruturação das famílias, um problema que grassa a sociedade angolana, Isaías Samakuva diz não acreditar que as causas estejam relacionadas com a guerra que já terminou há 16 anos. O líder da UNITA atribui as causas da desestruturação da sociedade aos meios de comunicação social, prinicipalmente a Televisão, que transmite ccontéudos “alheios e estranhos à cultura e tradição angolanas”.

Ao governo angolano, Isaías Samakuva apelou a adopção de políticas públicas que tenham uma “influência positiva sobre a educação e dignificação das crianças angolanas e da sociedade no seu todo”.
Ler mais
grupo parlamentar - actividade
Parlamento aprova relatórios sobre leis para Forças Armadas
Os relatórios referem-se às propostas de Lei de Bases das Carreiras dos Militares das Forças Armadas Angolanas, Lei Geral do Serviço Militar, Lei dos Postos e Distintivos Militares das Forças Armadas e a Lei das Condecorações Militares das Forças Armadas Angolanas.

Relativamente à proposta de Lei de Base das Carreiras dos Militares as Forças Armadas Angolanas, visa traduzir em lei, “de forma inequívoca, homogénea e coerente, o estabelecimento objetivo e transparente das regras a que se deve subordinar o desenvolvimento e a estruturação das carreiras militares, de modo a constituírem um fator de agregação, participação, motivação e responsabilidade, no quadro das necessidades estruturais das Forças Armadas Angolanas”.

O relatório de fundamentação refere que a estruturação das carreiras militares, pela singularidade das atribuições e competências das FAA, que se diferenciam, inequivocamente dos demais servidores do Estado, segue uma ordenação própria.

O documento sublinha que o desenvolvimento das carreiras militares é regulado consoante a forma de prestação de serviço a que o militar se encontra vinculado, e com base em iguais parâmetros para todos os ramos das FAA, dos quais se destacam a ordenação hierárquica por categorias nas forças armadas, os níveis de qualificação técnico-profissional para o ingresso, a satisfação de condições gerais e especiais para a promoção e as necessidades da estrutura orgânica das FAA, considerando a especificidade de cada ramo.

O presidente da segunda Comissão de Defesa, Segurança, Ordem Interna, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, da Assembleia Nacional, Roberto Leal Monteiro “Ngongo”, que dirigiu a sessão, referiu que este pacote legislativo é necessário para reger a vida militar.

Roberto Leal Monteiro “Ngongo”, deputado do MPLA, acrescentou ainda que “isto está bem claro na Lei da Carreira Militar das Forças Armadas Angolanas”.

“Aqueles que foram chefes de Estado-Maior Generais e que deixam de o ser, são generais do exército a reforma, não é reserva mais, porque ele de nenhuma maneira pode regressar às Forças Armadas, ele atingiu a carreira máxima nas Forças Armadas, então passa imediatamente à reforma”, disse.

Durante a sessão, a Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral manifestou-se já contra a aprovação deste pacote, antes de ser aprovada a Lei da Defesa Nacional das Forças Armadas, por se tratar de uma lei de enquadramento.

A posição foi vincada pelo líder do grupo parlamentar da CASA-CE, André Mendes de Carvalho “Miau”, que considerou imperiosa a aprovação antes da Lei da Defesa Nacional, porque nela estão contidos os conceitos e as linhas mestras para se definir a defesa nacional.

Também na mesma sessão de trabalho de preparação das leis que vão a votação, na generalidade, na plenária do próximo dia 21, foi aprovado o relatório parecer da proposta de Lei de Alteração dos Feriados Nacionais, Locais e Datas de Celebração Nacional.

Esta proposta legislativa tem como objetivo ajustar algumas datas de celebração nacional que não constam da lei vigente, mas que ainda assim têm sido celebradas, nomeadamente os dias 15 de janeiro – Dia do Antigo Combatente e Veterano da Pátria e o 23 de março – Dia da Batalha do Cuito Cuanavale.

O grupo parlamentar da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), maior partido da oposição angolana, já se manifestou contra a inclusão dessas datas, considerando que na nova fase política de Angola devem ser capitalizadas as questões que unem os angolanos e não aquelas que “potenciam mais as divisões”.

O líder da CASA-CE propôs que o 15 de março seja incluído na lista de feriados, por considerar a data “como um dos dias mais relevantes daquilo que foi a luta pela independência”, a par do 4 de fevereiro, feriado comemorado pelo início da luta armada em Angola.

A mesma proposta tem ainda como objetivo adotar um critério de ponte adequado, nos feriados que ocorram nas terças e quintas-feiras, dando lugar à suspensão da atividade laboral, à segunda e sexta-feira, respetivamente, mediante compensação por acréscimo da jornada laboral da semana anterior.

A proposta visa ainda revogar o regime de transferência do gozo do feriado para o dia útil imediatamente a seguir, nos casos em que no dia que o feriado nacional coincida com o domingo.

Ler mais
L.i.m.a - actividades
Menongue acolhe acto de massa alusiva ao aniversário da LIMA
A cidade de Menongue tornou-se nos últimos dias a capital da Liga da Mulher Angolana (LIMA), que realiza de 14 a 16 a 3ª reunião ordinária do seu Comité Nacional, órgão deliberativo da organização feminina da UNITA, sob lema “Munidas e coesas rumo as Autarquias”.

Nesta altura, a capital das Terras do Mwene Vunongue que acolhem desde ontem o Presidente da UNITA, que se juntou ao grosso de membros cúpula que se deslocaram àquela cidade para prestar o seu calor ao braço feminino do Galo Negro, preparam-se para o acto de massas de encerramento dos trabalhos da LIMA e festa alusiva ao 46º aniversário da sua fundação.

De recordar que o Presidente da UNITA convidado, especialmente para prestigiar o acto central das comemorações de mais um aniversário da Liga da Mulher Angolana, está desde sexta-feira na cidade de Menongue. Foi recebido, no aeroporto Comandante Kwenha por uma multidão de militantes que escoltaram em marcha apeada a comitiva do líder até a sede da UNITA, na cidade.
Após a sua chegada, o Presidente da UNITA teve uma audiência com os membros do Executivo de Pedro Mutindi, tendo na ocasião trocado pontos de vista sobre diversos aspectos da vida quotidiana das populações.
Ler mais
Vídeos
C:\Mes Sites\Unitaangola29122013\UNITAANGO_WEB\coqUNITA.jpg
Opiniões
 Publicidade
Obra de Isaías Samakuva
Entrevistas
Facebook Youtube Twitter Contacto
Subscreva Newsletter
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Quinta-feira, 21 de Junho de 2018