Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opiniões
Sobre o acórdão 700/TC e os seus labirintos - Luís Paulo Monteiro
No ordenamento jurídico angolano existe uma imposição estatutária aos advogados que nos obriga a não comentar nem promover a discussão pública de processos pendentes em tribunal excepto quando estes tenham transitado em julgado.
********************
Ponto de situação sobre a UNITA - Joaquim Nafoia
Desde a última noite que, tenho estado a receber inúmeras chamadas e mensagens de amigos e internautas a solicitar esclarecimentos sobre a exoneração do companheiro Nelito Da Costa Ekuikui, do Cargo de Secretário Provincial de Luanda. Confesso que tive muita contenção em responder, contudo, o dever patriótico, obriga-nos a dizer o seguinte:
********************
VIII Congresso do MPLA passível de impugnação - Osvaldo Tchingombe
O modo como está a ocorrer o preparatório do VIII Congresso do MPLA sem sobras de dúvidas é passível de impugnação, há muitas irregularidades principalmente no que toca ao tratamento desigual que se está a dar as duas Candidaturas, ou seja, de um lado é o Partido a levar ao colo o Presidente Cessante João Lourenço e por outro lado é a forma como o Candidato Engenheiro António Venâncio está a ser tratado, isto é, sem os devidos apoios como mandam os Astutos do Partido, ou seja, os Astutos do Partido são claros quanto ao tratamento a ser dado aos Candidatos a Liderança do Conclave, isto é tratamento igual, mas o MPLA como é perito em violar as leis sejam do País como a nível Interno, estão atropelar todas as normas tipo nada e sem nenhuma preocupação.
********************
Depois do 25 de Abril de 1974... só Agora!
Segundo escreveu na sua página do Facebook, o General. Abílio Kamalata Numa, revela que “depois do 25 de Abril de 1974… só agora”, nesta terça-feira,26 de Outubro de 2021, em Luanda.
********************
Entrevistas
"A vitória do MPLA está a ser garantida a nível legal", diz Marcolino Moco
Marcolino Moco crê que MPLA não tem possibilidades de ganhar sem uma "fraude escandalosa". Antigo primeiro-ministro parece não ter dúvidas de que a máquina eleitoral está a ser preparada para a vitória do MPLA em 2022.
********************
Estamos a gerir consequências da decisão injusta do TC - Rafael Savimbi
A UNITA, que não vive os melhores dias, esforça-se para desfazer a imagem de descalabro que o partido transmite actualmente. Rafael Savimbi nega: "Não é verdade que o partido esteja a viver uma convulsão interna grave".
********************
Angola: “Desautorização” do MPLA ou “recuo estratégico” do Presidente?
O Presidente de Angola, João Lourenço, devolveu à Assembleia Nacional a Lei Orgânica sobre as Eleições Gerais, justificando com a necessidade de reforçar uma "sã concorrência, lisura e verdade eleitoral". A decisão é “positiva” para o politólogo Olívio Kilumbo que vê o “recuo” como uma resposta à pressão dos partidos da oposição e da sociedade civil, mas não exclui a possibilidade de um “recuo estratégico” do Presidente, mesmo que desautorizando o próprio MPLA.
********************
Adalberto da Costa Júnior denuncia a perseguição política do MPLA e do Presidente João Lourenço
Adalberto da Costa Júnior denuncia a perseguição política do MPLA e do Presidente João Lourenço, que estariam a manipular o Tribunal Constitucional (TC) para o afastar da lide- rança do maior partido da oposição em Angola, a UNITA. Em conversa telefônica com o PÚBLICO, comenta o mais recente ataque contra a sua liderança: a de que o TC estaria prestes a retirar-lhe a presidência da UNITA por ter dupla nacionalidade (angolana e portuguesa) na altura da eleição, o que os estatutos do congresso nem sequer proibiam.
********************
Clique aqui -->
CONTRIBUIÇÕES  E  DOAÇÕES
***

Angola é um País independente constituído em Estado de Direito e Democrático, mas os Angolanos continuam escravos de um regime político que faz das potencialidades económicas do País a base de sustentação da sua sobrevivência, vedando as possibilidades de acesso a todos os meios do Estado permitidos por lei para o exercício da oposição.

Esta atitude nefasta do regime pode pôr em causa a democracia e o retorno do País ao estado partidarizado.

A luta pela sobrevivência da liberdade e da democracia em Angola é um dever de cidadania no qual todo o Angolano patriota deve se rever e participar.

Os Estatutos da UNITA abrem assim a possibilidade de todos participarem deste exercício de cidadania, através de contribuições e doações. Estas contribuições e doações estão abertas a fundações, empresas, associações e a pessoas em nome individual que podem fazê-las chegar
ao Partido pelos seguintes meios:

1- Núcleos de Base
2- Comités Locais, Comunais, Municipais ou Provinciais do Partido;
3- Secretariado Nacional de Gestão de Quotas do Partido;
4- Cobradores individuais devidamente credenciados para o efeito;
5- Depósito bancário numa das seguintes Contas de Quotas do Partido:


BFA
1284094630001-KZ 1284094631001-USD - UNITA PARTIDO POLITICO

BCI
6019530/10/001-KZ 6019530/15/001-USD - UNITA-UNIÃO NACIONAL
PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA

BPC
0001-339825-011-KZ 0001-339825-005-USD - UNITA QUOTAS

Informações adicionais:

Telefones: 923519913 - Secretária Nacional de Gestão de Quotas
923404174 - Director Nacional de Gestão de Quotas
Emails: sofiapkm@gmail.com
kassapi@hotmail.com

Endereço:
Secretariado Nacional de Gestão de Quotas / Secretariado Geral do Partido
Bairro São Paulo - Rua Comandante Bula 71-73

A UNITA agradece desde já.

VAMOS CONSTRUIR PARA UMA ANGOLA PARA TODOS JUNTOS PODEMOS MUDAR

O SECRETARIADO NACIONAL DE GESTÃO DE QUOTAS
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicacão e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
©  Copyright 2002-2013
Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2021