Subscreva Newsletter
UNITAANGOLA
Todas notícias
Opini√Ķes
O Contributo dos Partidos Políticos na Manutenção e Preservação da Cultura de Paz e na
Defesa do Interesse Nacional - Por Isaías Samakuva
Ao longo dos √ļltimos 40 anos, o conceito de paz no nosso pa√≠s esteve sempre associado √† aus√™ncia de guerra. Os mais novos ficaram ainda mais limitados na sua compreens√£o da paz nacional pelo facto da Hist√≥ria oficial que lhes √© ensinada, consagrar apenas a dimens√£o militar de uma das fases do conflito sociopol√≠tico e cultural que op√Ķe certos poderes e interesses instalados em Angola.
********************
Mentira histórica sobre batalha do Cuito Cuanavale (Por Lourenço Bento)
Para fazer valer o sofisma sobre uma tal batalha do Cuito Cuanavale, rolou pela cabeça dos estrategas de guerras dos gabinetes, a ideia de instituir o 23 de Março, como dia da libertação da SADC. A razão adjacente à referida proposta está ligada à pretensão de que no dia 23 de Março de 1988, as FAPLA teriam inflingido uma suposta derrota às forças do exército sul africano
********************
A Incerteza do Panorama Politico Angolano - Carlos Kandanda
A incerteza é uma situação cujas características são complexas, difíceis de descortinar devidamente, para que seja viável prever com clareza o seu desenvolvimento, e tomar medidas apropriadas, capazes de corresponder bem aos desafios decorrentes do futuro. Ou seja, a incerteza é uma situação possível, mas que não se sabe se vai ocorrer, como vai ocorrer, onde vai ocorrer, e em que medida vai alterar o status quo. No fundo, a incerteza é um quadro obscuro, com um panorama menos ilustrativo, incapaz de dar previsibilidade.
********************
Do Cunene para Luanda - ao Presidente João Lourenço - José Ndakenyanana
Com base na nota no 180/GRH/DCC/MED/018, do dia 24 de maio de 2018, do Gabinete dos Recursos Humanos do Minist√©rio da Educa√ß√£o do Governo de Angola, com assunto: Suspens√£o de sal√°rios dos Agentes registados nas presid√™ncias, escrevo-lhe a prop√≥sito dessa suspens√£o de sal√°rio de todos os bolseiros, sobretudo os do Cunene, minha terra leg√≠tima. O meu cora√ß√£o me diz que n√≥s povo de Angola, e concretamente do Cunene, n√£o fizemos nada de mal ao governo desumano e execr√°vel do MPLA do Zedu e nem do JLo do MPLA, desta ‚Äúnova‚ÄĚ Angola que parece querer despontar, finalmente, no horizonte, emergindo do CAOS social, econ√≥mico-financeira, cultural e dos valores espirituais √©tico-morais.
********************
Entrevistas
‚ÄúO Bolo, se fosse bem dividido, chegaria para todos‚ÄĚ
ANGOLA. O bispo de Benguela, Ant√≥nio Jaca, disse hoje que em √Āfrica continuam a falhar princ√≠pios como a defesa da dignidade humana ou a promo√ß√£o do bem comum, considerando que o sil√™ncio sobre estas quest√Ķes √© um dos problemas do continente.
********************
Portugal deve pedir desculpas às ex-colónias
O Governo português há muito devia apresentar desculpas às antigas colónias, pelo longo período de escravatura, defendeu ontem, em Luanda, o nacionalista e ex-deputado à Assembleia Nacional Diogo Ventura.
********************
"A UNITA defende a eleição directa do Presidente"
Em entrevista ao Jornal de Angola, o presidente do grupo parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa J√ļnior, defende a elei√ß√£o directa do Presidente da Rep√ļblica, que hoje √© eleito "√† boleia das listas da Assembleia Nacional".
********************
Isa√≠as Samakuva: ‚ÄúEstamos num momento de transi√ß√£o para uma nova era em Angola‚ÄĚ
O pa√≠s africano vive um momento hist√≥rico frente as pr√≥ximas elei√ß√Ķes, que marcar√£o o rumo que tomar√° o Governo angolano para sair da crise actual
********************
Facebook Youtube Twitter Contacto
Todos os direitos reservados
Secretariado da comunicac√£o e Marketing da UNITA
União Nacional para Indepedência Total de Angola
¬©  Copyright 2002-2013
Sabado, 15 de Dezembro de 2018